Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano (PSD), anunciou no último dia 5, as datas da realização do concurso público para o preenchimento de 85 vagas do quadro próprio da Casa, com exigência de formação com nível médio e superior, e salários a partir de R$ 4.995,21.

As provas ocorrem no dia 7 de abril. O período de inscrições para o concurso vai de 10 de janeiro a 8 de fevereiro e os valores das taxas são de R$ 220, R$ 150 e R$ 110, dependendo do cargo que o candidato irá concorrer. 

“É um momento importantíssimo para o Legislativo paranaense. Como presidente da Assembleia do Paraná, representando toda a nossa Mesa Executiva, trabalhamos de maneira efetiva para que esse concurso realmente acontecesse. É uma oportunidade para que mais profissionais ingressem na Casa através do concurso público e possam dar a sua contribuição para este Poder”, afirmou Traiano.

“Nós temos em torno de 100 funcionários que, em breve, aproximadamente 1 ano, devem se aposentar e nós precisamos suprir essas vagas que serão abertas. Esse é mais um avanço da Mesa Executiva, uma vez que tivemos o último concurso público em 1985. É mais uma demonstração que nossa gestão preza pela transparência, eficiência e modernização”, destacou o chefe do Poder Legislativo.

Vagas

Das 85 vagas, uma será destinada para o cargo de Procurador – Classe 3. Já 68 vagas serão destinadas para a carreira de Analista Legislativo que abrange as funções de desenvolvedor de sistemas, biblioteconomista, administrador, economista, advogado, contador, jornalista, analista de rede, revisor legislativo e engenheiro. Por fim, serão 16 vagas para a Carreira de Técnico Legislativo, nos cargos de: Técnico Legislativo-Legislativo, Técnico Legislativo-Administrativo, Técnico Legislativo-Suporte e Manutenção, Técnico Legislativo-Técnico em Contabilidade.

Renovação

A realização do concurso foi anunciada em março pela Comissão Executiva, que avaliou a importância da renovação do quadro funcional. Segundo a Comissão, além dos concursos terem sido realizados há cerca de 40 anos, para áreas específicas, muitos servidores estão próximos à aposentadoria.

A iniciativa faz parte de uma série de medidas administrativas voltadas ao fortalecimento do quadro funcional e das políticas de transparência adotadas pelo Poder Legislativo.

ALEP

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.