Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Proposta do programa é fortalecer a capacidade competitiva dos pequenos negócios, estimulando a transferência de tecnologia

Criado para que empreendedores tenham acesso a serviços tecnológicos e possam inovar, melhorar processos, produtos e serviços, o Sebraetec atendeu 1.750 pequenos negócios em 221 município do Paraná, em 2023, com investimento total de R$ 17,4 milhões. As micro e pequenas empresas e os microempreendedores individuais (MEI) que contrataram serviços de tecnologia, por meio do Sebraetec, tiveram até 70% do valor subsidiado pelo Sebrae/PR.

Os setores que mais se beneficiaram do programa foram: Indústria, com 423 atendimentos; Serviços, com 340; Comércio, com 242; Agronegócio, 222; e Construção Civil, com 55.

A consultora do Sebrae/PR, Suelen Pedroso, explica que são disponibilizadas mais de cem soluções nas áreas de design, desenvolvimento tecnológico, produção/qualidade e sustentabilidade, com foco em gerar resultados para os pequenos negócios como aumento de produtividade, redução de desperdícios, melhorias tecnológicas e certificações.

 “O Sebraetec promove o acesso às mais diversas que trazem inovação e tecnologia de forma personalizada, ajudando micro e pequenas empresas a desenvolverem sua capacidade produtiva”, explica Suelen.

Com o programa, os empreendedores podem identificar as soluções e tecnologias que as empresas precisam. Ao iniciar o processo, são assistidos por prestador de serviço credenciado pelo Sebrae/PR, atendidos dentro da solução escolhida.

Desenvolvimento pelo Paraná

A essência dos resultados do programa são os casos de clientes que tiveram suas demandas atendidas e experimentaram melhorias significativas em suas operações. É o que afirma o diretor de uma empresa de Sabáudia, no norte do Paraná, Wellington Gean Turci.

Segundo ele, foi possível investir em um novo layout de produção. A empresa tem uma fábrica de terceirização de móveis e enfrentava dificuldades na organização do sistema de trabalho. O empreendedor conta que utilizaram os recursos para acertar a precificação a partir da avaliação de todos os custos da empresa, da mão de obra à matéria-prima.

 “A nossa produção estava desorganizada, então, o novo layout nos ajudou muito. Antes, acontecia de o produto ir para frente e voltar para trás na linha. As mudanças ajudaram na economia de matéria-prima, redução de desperdício e otimização do tempo de produção”, destaca.

Em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), o gerente de projetos de uma empresa de ferramentaria e automação de linha de produção, Marcio Kanuto de Oliveira, conta que, por meio programa, foi possível melhorar o produto final, com mais qualidade e tratamento térmico diferenciado.

"Participamos do programa no ano passado. Estávamos com alguns problemas de processo dentro da empresa, além de questões de matéria-prima e tratamento térmico. O Sebraetec nos ajudou bastante, percebemos uma evolução nesses processos”, pontua.

Novo visual

A proprietária de uma rede de produtos naturais, Sandra Klein, de Marechal Cândido Rondon, no oeste do Estado, utilizou o programa quando decidiu implementar mudanças no layout das embalagens dos produtos, renovar a identidade visual para a empresa e investir em marketing sensorial.

“O programa proporcionou a concretização de projetos importantes para crescimento da empresa e foi um apoio fundamental para viabilização do nosso crescimento. O suporte do Sebraetec para minha empresa iniciou há dez anos e, sempre que dá, participo para trazer mais novidades. Todas as mudanças fortaleceram a identidade da minha marca, meus produtos se tornaram mais atrativos e modernos e consegui me diferenciar ainda mais no mercado”, celebra.

Em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, o sócio-diretor e responsável técnico de uma empresa do ramo da construção civil, Lúcio Rogoski, há quatro anos recorre ao programa para implementar melhorias em produtos ou processos.

“Com o subsídio, por exemplo, executamos testes conforme normas aplicáveis para certificar que nossas obras atendem às normas de desempenho”, pontua.

Ascom/Sebrae/PR

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.