Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Paraná Trifásico, lançado em 2019 pelo governador Ratinho Junior, deverá chegar a 25 mil quilômetros de novas ligações de energia em todo o estado até 2025. A medida está promovendo uma verdadeira revolução na capacidade de produção rural, com a transformação de pequenas propriedades em agroindústrias com segurança, além de levar mais conforto aos moradores do campo. 

O investimento na iniciativa é de R$ 2,7 bilhões através da Copel. A substituição das antigas estruturas monofásicas por trifásicas, que chegará a 10 mil quilômetros até o fim de 2022, está proporcionando energia de melhor qualidade à população rural, reduzindo expressivamente o risco de quedas de energia e aumentando a capacidade produtiva.

O programa atende uma reivindicação antiga de produtores rurais em relação à rede trifásica. Apesar de ter sido uma das primeiras empresas do Brasil a levar energia para o campo, as redes instaladas pela Copel na década de 1980 eram monofásicas, mais simples e de baixo custo. Quarenta anos depois, a necessidade de renovação no fornecimento de energia elétrica de maior potência, confiável e barata passou a ser crucial aos agricultores.

 “O Paraná Trifásico é uma das principais iniciativas para garantir infraestrutura de qualidade ao setor produtivo do Estado. É um investimento recorde que ajuda a garantir a segurança energética de que precisamos”, ressalta Ratinho Junior. “Nosso principal objetivo é que a população do campo possa contar com energia elétrica de qualidade e que os produtores tenham todo o apoio necessário para crescerem ainda mais”, conclui.

Com o trifaseamento, as redes são interligadas e, se a energia falha em uma ponta, a outra fornece o abastecimento. Em caso de desligamentos, a energia é reestabelecida mais rapidamente, e os equipamentos inteligentes também identificam curtos-circuitos em menos tempo. Os novos cabos também garantem mais segurança aos moradores e trabalhadores da empresa, pois possuem capa protetora isolante com nível de resistência reforçada em caso de serem atingidos por galhos de árvores ou outros objetos.

As linhas têm conexões inteligentes com monitoramento constante da rede, chamados de religadores automático. Com capacidade para identificar problemas, evitar desligamento da rede, e religar a energia sem precisar de interferência humana. Além disso, os equipamentos podem ser acionados remotamente pelo Centro de Operação da Copel em Curitiba, se preciso.

Investimento Recorde

A Copel bateu recorde de investimento no Paraná, com R$ 6,9 bilhões investidos em quatro anos. Além do Paraná Trifásico, a companhia aumentou as ações de produção e distribuição de energia, ampliou a isenção de cobrança de contas de luz aos mais carentes através do Energia Solidária e concluiu o processo de desinvestimento da Copel Telecom, além de ser reconhecida como empresa verde e sustentável.

A companhia paranaense é uma das poucas empresas do sistema elétrico nacional que domina o ciclo completo do setor nas suas quatro operações: gera, transmite, distribui e comercializa energia elétrica. Maior grupo econômico do Paraná, a empresa tem ações nas bolsas do Brasil (B3), de Nova York (NYSE) e da Espanha (Madri). No início de setembro, a Copel foi eleita a melhor empresa do setor elétrico brasileiro em 2022 pelo jornal Valor Econômico.

(Guilherme Pinheiro)

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.