Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Ministério Público do Paraná, por meio da 2ª e da 5ª Promotorias de Justiça de Araucária, é finalista do Prêmio Acordo de Não Persecução Penal (Prêmio ANPP). A premiação é realizada pelo Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG) e tem como objetivos estimular e disseminar boas práticas nas unidades do Ministério Público brasileiro. O MPPR foi classificado com uma iniciativa que resultou na transferência de R$ 4,5 milhões para obras sociais voltadas a beneficiar a população – os valores foram destinados para atender crianças e adolescentes em situação de risco e mulheres vítimas de violência.

Conforme o acordo, firmado em novembro de 2020, foram repassados para a área da Infância e Juventude R$ 3,1 milhões (R$ 1,1 milhão para a construção de uma nova Casa de Acolhida para crianças e adolescentes em situação de risco e R$ 2 milhões para um novo Centro de Referência de Assistência Social - Cras) e R$ 1,4 milhão para atender vítimas de violência doméstica, com a construção na cidade de uma Casa da Mulher Brasileira ou estrutura similar.

 “A atuação intimorata dos valorosos promotores de Justiça David Kerber de Aguiar e João Carlos Negrão, além de ser motivo de orgulho e honra para a nossa instituição, evidencia a competência e a dedicação de todos os agentes ministeriais araucarianos que, diuturnamente, se dedicam de forma intransigente e combativa à proteção dos direitos da população”, afirma o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia. A entrega da premiação aconteceu em cerimônia promovida ontem, 10 de novembro, em Florianópolis, durante encontro do CNPG. Os responsáveis pela iniciativa do MPPR atuam nas 2ª a da 5ª Promotorias de Araucária.

Asimp/MPPR

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.