Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Referência internacional em neurocirurgia, o médico Ricardo Ramina foi homenageado na Assembleia Legislativa do Paraná. A Sessão Solene reuniu em Plenário amigos, familiares, admiradores e representantes da sociedade e da comunidade médica para o reconhecimento ao neurologista curitibano.

Na noite de ontem (19), Ramina recebeu o título de Cidadão Benemérito do Paraná, previsto pela Lei Estadual nº 21.528/2023, assinada pelos deputados Alexandre Curi (PSD) e Cloara Pinheiro (PSD).

“Um título aprovado pelos 54 deputados a uma das maiores personalidades da medicina, da neurocirurgia do Estado, do Brasil e do mundo. A Assembleia presta uma justa homenagem a esse paranaense que nós temos o privilégio de emprestar para o país e para o mundo. Quero cumprimentar a deputada Cloara, agradecer a todos os parlamentares porque é uma homenagem merecida a um grande cidadão, alguém que ajudou muito aos paranaenses, que salvou vidas e se tornou essa referência internacional”, afirmou o primeiro secretário da Assembleia, deputado Alexandre Curi (PSD).

“Ele foi médico da minha filha, cuidou da Carolina antes dela falecer. Ele brigou com a doença. Foi em busca da cura. Mas ela teve um retiroblastoma, que invadiu o tronco encefálico. Ao doutor Ramina eu devo os três últimos anos da minha filha. Foi muito triste quando ela foi embora e ele teve de falar, ‘ela precisa descansar’, aos cinco anos”, contou a deputada Cloara Pinheiro.

“Tenho a Cloara no meu coração, porque a filha dela tinha um tumor maligno cerebral e conviver com a criança, operá-la e seguir essa criança durante vários anos com sofrimento dessa família é uma coisa que a gente nunca esquece”, confessou Ramina, emocionado.

“Parabenizo a Cloara pelos projetos em relação a doenças raras, que são muito importantes para os médicos e a sociedade”, acrescentou. “Também tive uma relação com a família Curi, tratando o tio-avô do Alexandre, com um câncer muito grave”, contou.

A deputada Cloara lembrou que na época, o médico já mostrava os projetos que tinha, entre eles o de construir o Instituto de Neurologia de Curitiba, o INC.

“É com extrema emoção, uma grande honra receber essa homenagem aqui na Assembleia. Sou curitibano, há muitos anos trabalho em Curitiba e sempre tive uma preocupação muito grande com a saúde da população da cidade. Isso fez com que a gente construísse um hospital aqui, para que a população pudesse ter um atendimento principalmente na minha área, a neurocirurgia, como nos melhores centros do mundo”, declarou Ramina.

Trajetória

O mais novo Cidadão Benemérito do Paraná contou um pouco da sua trajetória, do desafio da especialização na Alemanha e da construção do INC, que hoje realiza 1200 neurocirurgias por ano, muitas com métodos inéditos.

“Ao longo de mais de 30 anos em Curitiba, hoje eu posso ter um orgulho muito grande de dizer que nós temos aqui, em termos de neurocirurgia, um hospital que não existe em nenhum lugar no Brasil, os mais renomados de São Paulo. E ainda formamos muitos profissionais, sendo uma referência na América Latina”, acrescentou o homenageado.

“O doutor Ramina é um médico que anda com os pais. Parabéns por toda essa caminhada, não apenas na vida da Cloara, mas na vida de muitas famílias”, disse a deputada Flavia Francischini (União), presente no evento.

“Uma longa trajetória de sucesso, de muita resiliência, determinação, empenho e estudo, um ícone na neurocirurgia e uma referência”, acrescentou a deputada Márcia Huçulak (PSD).

“O doutor Ramina é um dos maiores especialistas em neurocirurgia do mundo. É um curitibano que trabalha aqui, que investiu aqui, tem um hospital, clinica, opera aqui, mas é conhecido no mundo. Quero valorizar os deputados pela homenagem. Porque além de ser uma referência, o Instituto de Neurologia de Curitiba, o INC, faz também um trabalho social porque apoia a neurocirurgia em crianças, dando um suporte, uma contrapartida social em um espaço privado”, salientou o vice-prefeito de Curitiba e Secretário de Estado das Cidades do Paraná, Eduardo Pimentel.

“O Ramina promoveu a felicidade de tantas pessoas e bons exemplos como esse precisam ser mostrado para o mundo”, completou o ex-governador Orlando Pessuti.

Currículo

Nascido em 21 de agosto de 1951, Ricardo Ramina é natural de Curitiba. Casado com Roberta Braga Ramina, tem três filhos e três netos. Formou-se em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1975, com residência médica em neurocirurgia, na Alemanha.

Dr. Ramina é responsável pelo serviço de neurocirurgia do Instituto de Neurologia de Curitiba (INC) e membro da Comissão de Ensino da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia (SBC), responsável por avaliar os neurocirurgiões em formação no Brasil. Também faz parte do serviço de aperfeiçoamento e residência médica em Neurocirurgia da Federação Mundial de Sociedades de Neurocirurgia.

Introduziu várias técnicas pioneiras em neurocirurgia no Brasil e na América Latina, entre elas: a cirurgia da base do crânio, a monitoração intraoperatória, a revascularização cerebral, a ressonância intraoperatória, a cirurgia de descompressão vascular para neuralgia do trigêmeo e espasmos hemifaciais, e a utilização de um corante (5-ALA) em cirurgias de tumores cerebrais.

Já publicou 214 trabalhos científicos em revistas científicas nacionais e internacionais, além de ser autor e editor de nove livros de neurocirurgia, tendo ministrado mais de 600 conferências em congressos, reuniões e simpósios nacionais e internacionais, muitas vezes como convidado de honra desses congressos.

Ramina obteve reconhecimento internacional, tendo recebido de inúmeras sociedades de neurocirurgia de vários países homenagens, prêmios e títulos de membro honorário por suas contribuições na especialidade de neurocirurgia.

Também tem um currículo internacional dos mais respeitáveis, segundo os parlamentares. Foi nomeado médico-chefe e representante do Diretor do Departamento de Neurocirurgia do Hospital Hannover – Alemanha; recebeu o título de Professor de Neurocirurgia ad hoc da Universidade de Washington, nos Estados Unidos e professor do curso de Pós-Graduação em Cirurgia da PUC-PR e de Neurocirurgia da Universidade de Concepción, Chile. Também foi responsável pelo setor de cirurgia da base de crânio da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp e presidente da Academia Brasileira de Neurocirurgia, onde ocupa a cadeira de patrono número dois.

ALEP

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.