Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Romualdo Gama será o 24°dirigente maior da instituição, que iniciou suas atividades em 1958 e já registrou mais de 53,8 mil médicos

O novo corpo de conselheiros eleito para a gestão de 2023-2028 foi empossado na manhã do domingo (1°), na sede da autarquia, em Curitiba. Em concorrida solenidade, prestigiada por diversas autoridades dos poderes executivo, legislativo e judiciário, houve também a eleição interna para a presidência do Conselho. O cirurgião plástico e gineco-obstetra Romualdo José Ribeiro Gama foi conduzido à presidência para cumprir mandato dos primeiros 30 meses, sucedendo ao colega Roberto Issamu Yosida e se constituindo no 24°dirigente maior da instituição nestes 65 anos de atividades.

Ao todo, assumiram os 40 conselheiros eleitos pelo voto direto em pleito realizado em agosto e mais dois indicados pela Associação Médica do Paraná, entidade que esteve representada no evento, a exemplo da Academia Paranaense de Medicina, Sindicato dos Médicos e Conselho Federal de Medicina. O vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, que também é médico, gravou mensagem – exibida em painel  –  reverenciando e desejando sucesso ao grupo de trabalho. Ele foi representado presencialmente pelo deputado federal e médico Luciano Ducci. Também o governador do Paraná, o Legislativo e o Judiciário estaduais, a Secretaria Estadual e Municipal de Saúde e a prefeitura de Curitiba estiveram representados.

Em seu discurso como presidente, Romualdo Gama asseverou: “Queremos engrossar as fileiras para o trabalho de resgate do profissional médico e da consequente melhor assistência à população. E, acima de tudo, ouviremos o clamor da classe médica. Mas também cobraremos dela! Aqui não há cargos. Aqui falamos de igual para igual. A porta está aberta para todos aqueles que queiram ter suas opiniões ouvidas e suas ideias consideradas. Afinal, o que o médico espera de nós? O que o movimento médico espera de nós? O que a sociedade espera de nós? Todos se farão ouvir e serão ouvidos.” Mais adiante reforçou: “Teremos desafios árduos, estaremos envolvidos diretamente com os anseios da sociedade médica, que busca a efetivação de seus direitos, consciente de seus deveres, para prestar um serviço médico de qualidade. Precisaremos enfrentá-los com serenidade e prudência.”

O Paraná conta hoje com 35.870 médicos ativos, 40% deles com domicílio na Capital. Aproximadamente 60% dos profissionais contam com pelo menos uma especialidade médica registrada. O CRM-PR iniciou suas atividades de registro de médicos em 12 de março de 1958, após ser empossada a diretoria provisória, que tinha à frente o Prof. Milton de Macedo Munhoz, que havia sido também o primeiro presidente da Associação Médica (em 1933) e que recebeu a carteira n° 001 do Conselho. Até hoje, já foram registrados 53,8 mil profissionais no estado do Paraná.

Asimp/CRMPR

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.