Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Quase 1 milhão de alunos do Paraná devem ser beneficiados com alimentação mais saudável

A iniciativa é do deputado Estadual Luiz Fernando Guerra e prevê a inserção de peixe no cardápio da merenda escolar, ao menos uma vez na semana, nos mais de 2.100 colégios da Rede Estadual de Ensino do Paraná, beneficiando a saúde de mais de 930 mil alunos.

A votação da redação final do PL 687/2019 aconteceu ontem (07), no Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná, e foi aprovado por unanimidade.

Luiz Fernando Guerra, autor do projeto, destacou a importância da ação. “O Paraná é uma potência na produção de pescados e nada mais justo que nossos jovens sejam beneficiados com o produto que ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares, contribui para o controle de colesterol, é rico em proteína, vitaminas e minerais, além de ser uma excelente fonte de ômega 3. Estaremos cuidando da saúde dos nossos alunos e valorizando a psicultura do nosso Estado”, destacou Guerra.

Atualmente, embora o estado seja o grande produtor de pescados do Brasil, especialmente de tilápias, muitas famílias não tem condições ou o hábito de consumir peixe com frequência, o que torna o acesso ao produto mais difícil. Com a inserção do peixe na merenda, quase 1 milhão de jovens terão a oportunidade de consumir diferentes tipos de pescados ao menos uma vez na semana.

A criação comercial de tilápias, por exemplo, acontece em 363 dos 399 municípios e Nova Aurora, no oeste do estado, é a líder no ranking de produção, representando 13,82% do total. Em 2022, a negociação de tilápia paranaense aconteceu com 34 países, sendo os Estados Unidos o maior comprador do peixe.

Já aprovado por todas as comissões responsáveis e pelo plenário da ALEP, o projeto segue agora para sanção do Governador Ratinho Júnior. A resposta deve sair em 15 dias úteis.

Produção recorde

Somente no ano passado foram cultivadas 860.355 toneladas de peixes no Brasil, com receita de cerca de R$ 9 bilhões, de acordo com o levantamento do “Anuário 2023 Peixe BR da Piscicultura”.  O crescimento foi de 2,3%, sobre as 841.005 toneladas de 2021. Essa produção está espalhada por 26 estados, além do Distrito Federal. O Paraná é o estado campeão no ranking, com 194 mil toneladas.

O Paraná tem o título de estado que mais produz tilápias no Brasil, com 34% do volume total. Em 2022 os paranaenses cultivaram 187.800 toneladas da espécie, 3,2% a mais do que no ano anterior. Com isso, a Região Sul aparece bem na frente no ranking, somando 239.300 toneladas (43,5%). A segunda posição no cultivo nacional de tilápia fica com São Paulo, que produziu 77.300 toneladas em 2022 e teve aumento de 1,5% sobre o volume de 2021.

Karina Trzeciak/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.