Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná, o Fórum Paranaense de Instâncias de Mulheres de Partidos Políticos e o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos reuniram-se, na sexta-feira (17), para ouvir as sugestões, debater a programação do 1º Encontro de Prefeitas e Vereadoras do Paraná e preparar a vinda da ministra Aparecida Gonçalves ao encontro.

Compareceram à reunião convocada pela Procuradora da Mulher, deputada Cloara Pinheiro (PSD), a secretária executiva do Ministério das Mulheres, Maria Helena Guarezi, a secretária de estado da Mulher e Igualdade Racial, Leandre Dal Ponte, a vereadora em Curitiba, Amália Tortato, mulheres representantes de 13 partidos, do Conselho Estadual do Direitos da Mulher, do Comitê de Políticas Públicas (Núcleo Curitiba) e do Fórum Mulheres de Partidos Políticos.

A procuradora especial da Mulher, deputada Cloara Pinheiro, agradeceu a presença da secretária executiva do Ministério da Mulher. “Hoje tivemos uma manhã histórica aqui na Assembleia, com a presença de 13 partidos em uma reunião que está acima de cor partidária, com testemunhos de vida, a participação de uma cantora, cada uma falou da sua necessidade e a nossa secretária Maria Helena respondendo a todas as perguntas sobre políticas públicas para as mulheres”, concluiu.

A secretária executiva do Ministério da Mulher, Maria Helena Guarezi, agradeceu em nome da Ministra Cida Gonçalves e disse que “a reunião foi muito rica para trocar impressões e tenho a certeza que a gente sai daqui com um processo de debate político e união mesmo”. Parabenizou a procuradora da Mulher deputada Cloara por toda sua história de vida e pela luta em favor das mulheres e que “agora começa uma nova etapa para as mulheres do Paraná a partir de todo este processo que a gente vem construindo juntas”.

A secretária de estado da Mulher e Igualdade Racial, Leandre Dal Ponte saudou o Fórum e declarou que nas questões de políticas públicas para mulheres “o que nos separa é muito menos do que nos une. “É importante este Fórum porque a luta tem que ser coletiva, que imprima um pacto onde todos movimentos, a sociedade e todos os poderes possam trabalhar juntos. Já tivemos muitos avanços e é preciso que sejam reconhecidos, mas ainda temos um grande caminho pela frente e acredito que toda iniciativa é muito bem-vinda, onde a gente possa trabalhar em um contexto de convergência”, concluiu.

A vereadora de Curitiba Amália Tortado (Novo) também destacou a importância do encontro e disse que acredita que “o Fórum vai andar, porque nesta reunião já ficaram combinados encontros para os próximos meses, e um fato importante é a questão do custeio, eu gostei bastante quando a secretária executiva mencionou a possibilidade de fazermos parcerias com a iniciativa privada, com empresas públicas que possam auxiliar e trazer dinheiro para que as políticas públicas das mulheres saiam do papel e consigam de fato mudar a vida das mulheres”.

 “Um dos papeis do fórum é organizar essas agendas conjuntas entre as mulheres para fomentar a participação delas na política e a representatividade da mulher nos espaços de poder, além de buscar mais espaços nas estruturas nacionais e estaduais nos partidos político”, explicou a coordenadora do Fórum, Ana Moro.

Pauta

As políticas públicas para proteção das mulheres e o fortalecimento da participação de mulheres na política foram os assuntos norteadores da conversa, que também definiu a data e aprovou o tema do 1º Encontro de Prefeitas e Vereadores do Paraná. O evento acontecerá no dia 14 de março de 2023, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado em 08 de março, e ficou aprovado o tema do 1º Encontro: “Representatividade das Mulheres na Política”.

Outros assuntos foram debatidos pelas lideranças femininas na primeira reunião do Fórum como a sustentabilidade da Conselhos da Mulher, a necessidade de montar grupos de trabalho para assuntos específicos dentro das políticas públicas para mulheres e a importância de se articular a transversalidade destas políticas, que possam ganhar apoio de outros Ministérios, outras Secretarias ou até de empresas públicas e privadas.

O Fórum Paranaense de Instâncias de Mulheres de Partidos Políticos é coordenado pela Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná e tem por objetivo funcionar como um suporte para as mulheres interessadas em se candidatar, ser um espaço para debates e apresentações de propostas de políticas públicas para mulheres, além de buscar a ampliação do número de mulheres nos espaços de poder e quebrar as barreiras internas nos partidos.

ALEP

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.