Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em comemoração ao Dia da Mulher, Comissão foi comandada por representantes da bancada feminina

“Paridade, igualdade e respeito. É algo que nós, mulheres, almejamos e que hoje estamos vendo aqui, nesta Comissão”. Com estas palavras, a deputada estadual Mabel Canto (PSDB) assumiu a presidência da reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná ontem, 7/3.

Foi um momento histórico. O presidente da CCJ, deputado Tiago Amaral (PSD), abriu espaço para que a reunião fosse, pela primeira vez, comandada totalmente por mulheres, em homenagem pelo Dia Internacional da Mulher.

Iniciativa inédita

Segundo a deputada Mabel Canto, a oportunidade avançou muito além do que sempre foi feito: “Eu fico muito honrada e agradecida ao deputado Tiago Amaral, que tomou essa iniciativa inédita, de não apenas ser uma sessão temática, com projetos relacionados à pauta da mulher, mas, em especial, de trazer as parlamentares a esta Comissão, em ceder o lugar da presidência e da vice-presidência para deputadas, demonstrando assim o respeito que todas nós merecemos”.

A vice-presidência foi exercida pela deputada Flávia Francischini (União): “Essa iniciativa do deputado Tiago foi sensacional. As mulheres ainda não haviam tido essa oportunidade aqui. E é o reconhecimento de que a mulher pode estar em qualquer lugar. A mulher tem ocupado cada vez mais espaço no Executivo, no Legislativo e no Judiciário. E isso faz toda a diferença”, ressaltou.

Força da bancada feminina

As quatro parlamentares que são suplentes na comissão ocuparam a cadeira de titulares: Ana Júlia (PT), Marcia Huçulak (PSD), Marli Paulino (SD) e Cantora Mara Lima (Rep). A reunião foi prestigiada também pelas deputadas Luciana Rafagnin (PT), Cristina Silvestri (PSDB), Cloara Pinheiro (PSD) e Maria Victoria (PP), que integra a mesa diretora da Casa como 2ª secretária. Juntas, elas formam a maior bancada feminina da história da Alep, com dez integrantes.

A deputada Ana Júlia (PT), relatora de três dos projetos em pauta, declarou estar feliz: “Espero que esta seja a primeira de muitas oportunidades e que a gente tenha esses momentos de debate em relação à igualdade de gênero e à equidade de gênero não só no mês de março, mas durante todo o ano”.

Muito além das pautas femininas

Ao citar e agradecer nominalmente a cada uma das deputadas, Mabel Canto ressaltou o significado da ocasião: “Fomos eleitas para representar a toda a população. Evidentemente que estamos aqui sempre e em especial lutando pelos direitos das mulheres paranaenses. Mas nós não estamos aqui apenas para votar os projetos em prol das mulheres, mas para discutir todos os assuntos. Orçamento, tributos, infraestrutura, saúde, educação. E hoje esta é a demonstração do que realmente nós almejamos, enquanto mulheres na política”.

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.