Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Iniciativa da Companhia integra movimento nacional Primavera dos Museus

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) promove na nesta sexta-feira (22), às 14h, um debate sobre a construção da cidadania e a participação de minorias historicamente marginalizadas e esquecidas. O tema Memórias e Democracia: pessoas LGBT+, indígenas e quilombolas foi eleito para a 17ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram).

Por meio de um webinário, a Sanepar promoverá o encontro entre a pedagoga Maria Isabel Cabral da Silva, especialista em Educação Escolar Quilombola; a doutora em Arqueologia e coordenadora do Departamento de Arqueologia do Museu Paranaense, Cláudia Parellada; e o sociólogo e PhD em Antropologia Social Moisés de Souza Lopes. Ambos professores das universidades federais do Paraná e Mato Grosso, respectivamente.

A assistente social da Sanepar e mediadora do evento, Marilucia Rodrigues, explica que a temática contempla ainda a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres, o que alinha a temática proposta pelo o Ibram com o evento promovido pela Companhia, denominado 29º ODS EM PAUTA. “Nossa participação está fundamentada nesta mobilização pelo protagonismo de quem sempre foi marginalizado. Fazemos eco com o Ibram no sentido de dar voz a comunidade LGBT+ e valorizar o conhecimento ancestral de indígenas e quilombolas”, pontua.

As inscrições para o webinário devem ser feitas por meio de um formulário no link: https://forms.gle/eb9vpDpgxpt622Bp7 .

Nacional

A Primavera dos Museus é uma ação anual coordenada pelo Ibram com duração de uma semana. Em 2023, o evento acontece entre 18 e 24 de setembro. As ações desta semana visam mobilizar instituições culturais brasileiras a elaborarem programações especiais voltadas para um mesmo tema escolhido. As atividades são pautadas na perspectiva de que a memória é um elemento vital para a construção da democracia e para a promoção da igualdade e da justiça social. Preservar as memórias das pessoas LGBT+, indígenas e quilombolas é fundamental para que suas lutas, realizações e identidades sejam valorizadas e respeitadas na sociedade contemporânea e os museus têm essa responsabilidade.

Asimp/Sanepar

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.