Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Cerimônia reconheceu as práticas educacionais de professores paranaenses que estimulam o protagonismo de crianças e jovens

Curitiba foi o cenário de cerimônia realizada na terça-feira (23) para homenagear os finalistas paranaenses do Prêmio Educador Transformador. Essa iniciativa teve o objetivo de reconhecer e promover as práticas educacionais transformadoras que se destacaram na premiação nacional. O evento reuniu educadores, membros de equipes pedagógicas, técnicos do Sebrae/PR e lideranças do setor, incluindo a diretora-geral da Secretaria Estadual de Educação do Paraná (Seed), Louise Caroline Campos Löw.

A coordenadora de Liderança e Cultura Empreendedora do Sebrae/PR, Rosangela Angonese, conta que a iniciativa teve como objetivo inspirar mais professores e gestores escolares a adotar ações educacionais que promovam o empreendedorismo e o protagonismo dos jovens, além de reconhecer o trabalho inspirador dos educadores.

“Tivemos a oportunidade de ouvir as histórias emocionantes dos cinco finalistas paranaenses do Prêmio, que se destacaram como os grandes vencedores do nosso Estado. Essa conquista representa a consolidação da parceria do Sebrae com escolas, municípios e secretarias municipais e estadual de Educação. É por meio de interesses comuns e objetivos compartilhados que o incentivo ao empreendedorismo para os jovens se torna uma realidade”, destaca a coordenadora.

Projetos de destaque

O Prêmio Educador Transformador avaliou 2.897 projetos de todo o Brasil e foi dividido em sete categorias, abrangendo desde a educação infantil até o ensino superior. Cada categoria premiou um projeto ou iniciativa que se destacou por sua contribuição significativa para a educação e o desenvolvimento dos estudantes.

O evento reuniu educadores, membros de equipes pedagógicas, técnicos do Sebrae/PR e lideranças do setor

Na categoria Educação Infantil, o finalista foi o projeto "As mãos que falam", desenvolvido pela professora Paula Edilena de Souza Franke, de Maringá. A ação teve como foco a inclusão de crianças surdas no ambiente escolar, utilizando a língua de sinais como ferramenta de comunicação e aprendizado.

“Esse reconhecimento me faz ter certeza que meu sonho particular de inclusão virou coletivo e pode ser aplicado em muitos outros lugares”, comenta Paula Edilena.

Na categoria Ensino Fundamental Anos Finais, o destaque foi para o projeto "A resiliência na busca por cidades mais sustentáveis", idealizado pela professora Sarita Maria Pieroli, de Londrina. Essa iniciativa envolveu os estudantes em ações voltadas para a conscientização ambiental e a adoção de práticas sustentáveis, visando contribuir para a construção de um futuro ecologicamente sustentável.

Na categoria Educação Profissional, a Feira do Empreendedorismo e Marketing do Colégio Estadual Castro Alves, sob a coordenação da professora Maria Aldinete de Almeida Reinaldi, de Cornélio Procópio, foi finalista. Esse projeto estimulou o espírito empreendedor nos estudantes, promovendo a criatividade, a liderança e o desenvolvimento de habilidades de negócios.

Na mesma categoria, foi finalista o projeto Praça CEEP criado pela professora Maria Carolina Alves Luz, de Assaí. A ação levou o aprendizado além das salas de aula, transformando a praça da comunidade em um espaço de educação e interação, onde os estudantes puderam desenvolver diversas atividades de forma integrada com a comunidade.

“Essa homenagem do Sebrae é um reconhecimento que não estava esperando, e estou muito feliz de estar aqui representando minha equipe. É a confirmação de que estamos no rumo certo e a validação do valor e do impacto positivo que o nosso trabalho é capaz de causar", comemora a professora Maria Carolina.

Por fim, na categoria Educação Superior, o projeto finalista do Paraná foi MedLibras, que viabilizou o atendimento médico ambulatorial na Língua Brasileira de Sinais (Libras), e foi desenvolvido pela professora Luciana de Freitas Bica, de Pato Branco, e representado na cerimônia pelo médico Yasser Jebahi.

A premiação

O Prêmio Educador Transformador foi realizado em conjunto pelo Sebrae, Bett Brasil e Instituto Significare com o objetivo de reconhecer projetos desenvolvidos por professores de todo o país que estão empreendendo uma educação transformadora nas diversas etapas da educação. A divulgação dos resultados ocorreu durante a Bett Brasil 2023, maior evento de Educação e Tecnologia da América Latina, em São Paulo (SP), que ocorreu em maio passado.

Asimp/Sebrae/PR

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.