Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Fernandez Pinheiro, Barbosa Ferraz, Inácio Martins e Cambé, agora possuem Procuradorias

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná agora está presente em 140 municípios do Estado. Nos últimos dias, as cidades de Fernandez Pinheiro, Barbosa Ferraz, Inácio Martins e Cambé, formalizaram a instalação de suas Procuradorias e agora fazem parte dessa rede de apoio estadual.

A deputada Cloara Pinheiro é a Procuradora Especial da Mulher da Alep e desde que assumiu o cargo, no dia 02 de fevereiro desse ano, trabalha para que esse número cresça ainda mais. “Quando cheguei aqui, tínhamos 113 Procuradorias, agora, nove meses depois, já somos 140. Isso quer dizer que mais mulheres podem ter seus direitos garantidos e respeitados. E tenho muito orgulho de dizer, que o Paraná é o Estado com maior número de Procuradorias em todo o Brasil”, ressalta Cloara.

A Procuradoria Estadual da Mulher foi criada em 2019, data também em que foi lançado o primeiro Protocolo Integrado do país para criação e uniformização das Procuradorias Municipais da Mulher no Paraná. Um documento para vereadoras que se tornou referência e deu respaldo para a criação de uma cartilha nacional, publicada pela Câmara Federal, para impulsionar a criação de mais Procuradorias ao redor do Brasil, usando o Paraná como modelo.

Diversas ações, reuniões e encontros foram desenvolvidos ao longo desses meses. A Procuradora da Mulher, Cloara Pinheiro, ressalta a importância de ações que estejam cada vez mais perto da comunidade, para que o acolhimento seja feito da melhor maneira possível para a vítima. “Precisamos conhecer a realidade das mulheres que chegam até nós. Os municípios têm essa função essencial de nos aproximar da realidade de cada região”, afirma.

Atendimentos

A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná, já realizou mais de 1600 atendimentos entre vítimas assistidas e mentorias, que são as orientações dadas para as procuradoras municipais e servidoras, além de ofícios encaminhados para diversos órgãos.

 “A Procuradoria é um canal que recebe denúncias de discriminação, cerceamento de direitos e violência contra a mulher e que busca soluções rápidas e eficazes junto de qualquer outro órgão e instituição, sejam públicos ou privados. Com mais Procuradorias no Estado, podemos ajudar ainda mais mulheres”, ressalta a Procuradora Especial da Mulher da Alep, a deputada Cloara Pinheiro.

Raphael Augustus/Asiimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.