Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.


Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República se compromete a priorizar o diálogo com movimentos sociais durante a gestão

O ministro Márcio Macedo afirmou na segunda-feira (02/01), durante a cerimônia de transmissão de cargo, em Brasília (DF), que a Secretaria-Geral da Presidência da República está de portas abertas para a participação social no governo.

“Sem o povo nosso governo não faz sentido e nosso presidente Lula sabe disso e ele é a cara do povo brasileiro. Seguirei trabalhando para ajudar nossa população e afirmo que o ministério será um aliado de todos e todas nessa jornada”, destacou ele.

No discurso, Macedo acrescentou que os movimentos sociais vão ajudar o governo no processo de reconstrução do país. “Saúdo de coração os representantes de movimentos sociais, tão importantes na construção de um Brasil melhor e dizer: sintam-se em casa. É uma honra trabalhar para a reconstrução do Brasil e para reencontro do seu povo”, disse ele, após agradecer ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao vice, Geraldo Alckmin, pelo convite para ser ministro.

“Eu tomei posse como Deputado Federal com essa gravata que ganhei do presidente Lula e hoje estou assumindo como ministro dele com essa mesma gravata. Isso é para mostrar que o presidente Lula pode contar comigo e que terei muita dedicação e vontade”.

A cerimônia de transmissão de cargo contou com a presença de representantes do Conselho de Participação Social do Gabinete de Transição Governamental e também de Aline Souza da Silva, da Central de Cooperativas do Movimento de Catadores. Aline entregou a faixa presidencial ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva no domingo (01/01).

Currículo de Márcio Macedo

O novo ministro Márcio Macedo é formado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Sergipe e tem mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela mesma instituição.

Com um currículo amplo, passou por vários órgãos governamentais como Ibama (Aracaju), onde foi superintendente entre 2003 e 2006, e entre 2007 e 2010, foi titular da Secretaria do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos da capital sergipana. Também atuou como conselheiro no Conselho Nacional de Meio Ambiente, no Conselho Nacional de Recursos Hídricos e no Conselho Estadual de Meio Ambiente, todos em Aracaju.

Agência Brasil

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.