Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Os senadores Oriovisto Guimarães, líder do Podemos, e Esperidião Amin (PP/SC), apresentaram uma emenda à PEC da Transição (PEC 32/2022) para que o Congresso Nacional autorize a licença para gastos extrateto somente no ano de 2023 e no valor máximo de R$ 80 bilhões. O valor pode ser usado para garantir o pagamento do Auxílio Brasil (Bolsa Família) ou em programas de geração de emprego. “Todos queremos atender à demanda urgente de garantir o valor de R$ 600,00 do Auxílio Brasil, mas não precisamos gerar uma dívida exagerada”, disseram os senadores na justificativa.

Na proposta original do governo, a licença para gastos extras de quase R$ 200 bi por ano é solicitada para os próximos quatro anos. “Nos últimos dias, os mercados financeiros têm registrado quedas na bolsa de valores e elevação das taxas de juros de referência. O que o mercado está tentando alertar é que o gasto solicitado pelo governo é muito alto e pode gerar um endividamento perigoso e potencialmente explosivo”, argumentou Oriovisto.

A emenda foi encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), por onde a PEC começará a tramitar.

Asimp/Senador Oriovisto Guimarães

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.