Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Durante discurso no plenário da Câmara na terça-feira (23), o deputado federal Marco Brasil fez um apelo ao Governo Federal e aos colegas parlamentares para que a região Sul do País não seja negligenciada pelas políticas públicas, especialmente àquelas voltadas ao setor agrícola. O parlamentar se referiu especificamente à distribuição de recursos e ações dos fundos constitucionais e programas de desenvolvimento econômico ligados ao campo.

Ao evidenciar a necessidade de apoio às regiões menos favorecidas econômicas no Brasil, o deputado confirmou a importância e o incentivo de iniciativas já existentes, como os Fundos Constitucionais FNO, FNE e FCO, e que também precisam chegar ao homem e à mulher do campo que moram no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

Marco Brasil destacou o trabalho da Codevasf, que tem expandido sua atuação e recebido grandes volumes de recursos para obras e equipamentos para outras regiões do País, mas que, infelizmente, não tem atendido quem efetivamente precisa da região Sul.

 “A região Sul não faz parte da Codevasf, mas também precisa de máquinas e equipamentos para atender principalmente os pequenos produtores”, lamentou o deputado federal.

Conforme lembrou Marco Brasil, a região Sul sofre com carências e misérias causadas por fenômenos naturais, como estiagens e inundações. Motivo suficiente para lutar por mais recursos ligados à agricultura familiar e incentivos econômicos para quem vive ou trabalha no campo.

“A pobreza, lamentavelmente, atinge cidadãos de todas as regiões brasileiras, inclusive aquelas com os maiores índices de desenvolvimento humano, o IDH. Precisamos ter a consciência de que todos os brasileiros são pagadores de impostos. Todos nós sustentamos os programas de desenvolvimento regional”, finalizou.

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.