Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (Dt 26,16-19)

Leitura do Livro do Deuteronômio.

Moisés dirigiu a palavra ao povo de Israel e lhe disse: 16 “Hoje, o Senhor teu Deus te manda cumprir esses preceitos e decretos. Guarda-os e observa-os com todo o teu coração e com toda a tua alma.

17 Tu escolheste hoje o Senhor para ser o teu Deus, para seguires os seus caminhos, e guardares seus preceitos, mandamentos e decretos, e para obedecerdes à sua voz. 18 E o Senhor te escolheu, hoje, para que sejas para ele um povo particular, como te prometeu, a fim de observares todos os seus mandamentos. 19 Assim ele te fará ilustre entre todas as nações que criou, e te tornará superior em honra e glória, a fim de que sejas o povo santo do Senhor teu Deus, como ele disse”.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

Responsório Sl 118(119),1-2.4-5.7-8 (R. 1b)

— Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!

— Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!
— Feliz o homem sem pecado em seu caminho, que na lei do Senhor Deus vai progredindo! Feliz o homem que observa seus preceitos, e de todo o coração procura Deus!

— Os vossos mandamentos vós nos destes, para serem fielmente observados. Oxalá seja bem firme a minha vida em cumprir vossa vontade e vossa lei!

— Quero louvar-vos com sincero coração, pois aprendi as vossas justas decisões. Quero guardar vossa vontade e vossa lei; Senhor, não me deixeis desamparado!

Evangelho (Mt 5,43-48)

— Salve, ó Cristo, imagem do Pai, a plena verdade nos comunicai!

— Eis o tempo de conversão, eis o dia da salvação. (2Cor 6,2b)

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor!
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 43 “Vós ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’ 44 Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem!

45 Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons, e faz cair a chuva sobre os justos e injustos. 46 Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa?

47 E se saudais somente os vossos irmãos, o que fazeis de extraordinário? Os pagãos não fazem a mesma coisa? 48 Portanto, sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Permita que a experiência do amor transforme o seu coração

 “Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e rezai por aqueles que vos perseguem! Assim, vos tornareis filhos do vosso Pai que está nos céus, porque Ele faz nascer o sol sobre maus e bons e faz cair a chuva sobre os justos e injustos. Porque, se amais somente aqueles que vos amam, que recompensa tereis?” (Mateus 5,44-46)

O Evangelho de hoje nos traz à tona novamente a lei do amor ao próximo, entretanto, Jesus nos conduz a uma grande descoberta neste Evangelho: reconhecer também nos inimigos alguém que é meu próximo; ver naqueles que nos perseguem alguém que também faz parte do meu convívio, é o meu próximo. A esse próximo também devo exercer o amor, não somente às pessoas que me fazem bem, não somente às pessoas que amo, mas também sou chamado a viver a lei do amor com aqueles que me perseguem.

Certamente, é um grande desafio e uma das grandes novidades que Jesus nos apresenta dentro desse projeto de dar pleno cumprimento a Lei.

É muito fácil amar as pessoas que queremos bem, as pessoas que nutrimos por elas alguma simpatia ou que simpatizam conosco, que gostam de nós, não é preciso nenhum esforço, qualquer um pode fazer isso, qualquer um ama aqueles que também nos amam.  Até mesmo aquelas pessoas que não têm muita sensibilidade umas com as outras, conseguem amar aquelas pessoas que têm facilidade.

Se apenas cumprimos o que manda a lei: amando o próximo e odiando o inimigo, não fazemos nada de novo, porém, Jesus veio para nos trazer uma novidade. Hoje, Jesus nos lança este grande desafio, um desafio que nos torna irmãos uns dos outros. E, se nos torna irmãos uns dos outros, torna-nos também filhos de um único Pai.

Jesus nos ensina a irmos além daquilo que é convencional. O que é convencional para mim, o que me convém, devo ir além disso! Quem ama somente aqueles que os amam não terá nenhuma recompensa — é o que o Evangelho nos diz hoje —, pois não faz mais nada do que a sua obrigação.

O amor é capaz de transformar os corações mais endurecidos

A recompensa é para aqueles que conseguem amar os que os perseguem, os que caluniam, enfim, os maus; porque somente o amor é capaz de colocar fim a esses sentimentos nocivos, somente o amor cura, somente o amor converte o coração.

Não podemos nos esquecer disso, o amor é capaz de transformar os corações mais endurecidos. Quem não se esforça para fazer o bem às pessoas, quem não se esforça para amar aquelas pessoas difíceis, não está fazendo nada de extraordinário.

Nosso Senhor, hoje, chama-nos a viver também o extraordinário da vida: amar os que não merecem, amar os que não não merecem o nosso amor.

O tempo da Quaresma nos pede essas atitudes ousadas. Se conseguirmos colocar fim a uma inimizade ou fazer com que uma pessoa deixe de odiar a outra, estaremos no caminho certo, estaremos caminhando, de fato, para a Páscoa do Senhor, para essa novidade.

Sabemos que isso não é nada fácil, mas vale a pena tentar, o convite é este: tentemos, busquemos amar aquelas pessoas que são difíceis. Façamos a experiência de ver o amor transformando os corações.

Sobre você, desça a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

Padre Bruno Antonio de Oliveira é Brasileiro, nasceu no dia 18/10/1987, em Lavras, MG. É Membro da Associação Internacional Privada de Fieis – Comunidade Canção Nova, desde 2012 no modo de compromisso do Núcleo.

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.