Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Primeira Leitura (2Tm 1,1-8)
Início da Segunda Carta de São Paulo a Timóteo.

1 Paulo, Apóstolo de Jesus Cristo pelo desígnio de Deus referente à promessa de vida que temos em Cristo Jesus, 2a Timóteo, meu querido filho: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus Pai e de Cristo Jesus, nosso Senhor! 3 Dou graças a Deus — a quem sirvo com a consciência pura, como aprendi dos meus antepassados — quando me lembro de ti, dia e noite, nas minhas orações. 4Lembrando-me das tuas lágrimas, sinto grande desejo de rever-te, e assim ficar cheio de alegria. 5 Recordo-me da fé sincera que tens, aquela mesma fé que antes tiveram tua avó Loide e tua mãe Eunice. Sem dúvida, assim é também a tua. 6 Por este motivo, exorto-te a reavivar a chama do dom de Deus que recebeste pela imposição das minhas mãos. 7 Pois Deus não nos deu um espírito de timidez mas de fortaleza, de amor e sobriedade. 8 Não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor nem de mim, seu prisioneiro, mas sofre comigo pelo Evangelho, fortificado pelo poder de Deus.
— Palavra do Senhor.

— Graças a Deus.

Responsório Sl 95(96),1-2a.2b-3.7-8a.10 (R. 3)
— Anunciai entre as nações os grandes feitos do Senhor!

— Anunciai entre as nações os grandes feitos do Senhor!
— Cantai ao Senhor Deus um canto novo, cantai ao Senhor Deus, ó Terra inteira! Cantai e bendizei seu santo nome!

— Dia após dia anunciai sua salvação, manifestai a sua glória entre as nações e entre os povos do universo seus prodígios!

— Ó família das nações, dai ao Senhor poder e glória, dai-lhe a glória que é devida ao seu nome!

— Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!” Ele firmou o universo inabalável, e os povos ele julga com justiça.

Evangelho (Lc 10,1-9)
— Aleluia, aleluia, aleluia.

— O Espírito do Senhor repousa sobre mim e enviou-me a anunciar aos pobres o Evangelho. (Lc 4,18)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.
Naquele tempo, 1 o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir. 2 E dizia-lhes: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita. 3 Eis que vos envio como cordeiros para o meio de lobos. 4 Não leveis bolsa, nem sacola, nem sandálias, e não cumprimenteis ninguém pelo caminho! 5 Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: ‘A paz esteja nesta casa!’ 6 Se ali morar um amigo da paz, a vossa paz repousará sobre ele; se não, ela voltará para vós. 7 Permanecei naquela mesma casa, comei e bebei do que tiverem, porque o trabalhador merece o seu salário. Não passeis de casa em casa. 8 Quando entrardes numa cidade e fordes bem recebidos, comei do que vos servirem, 9 curai os doentes que nela houver e dizei ao povo: ‘O Reino de Deus está próximo de vós’”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Ouça a Homilia

Contemple o rosto de Cristo e revele-o ao mundo

 “Naquele tempo, o Senhor escolheu outros setenta e dois discípulos e os enviou dois a dois, na sua frente, a toda cidade e lugar aonde ele próprio devia ir. E dizia-lhes: ‘A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Por isso, pedi ao dono da messe que mande trabalhadores para a colheita’” (Lucas 10,1-2).

Existe um amor que precede tudo: a escolha livre e amorosa de Deus em nossas vidas. Deus escolheu você, Ele quis a sua existência, não há vontade humana que se sobreponha a isso. O querer ou o não querer dos homens não supera Deus; Ele está acima de todos nós, de toda a vontade humana.

Ele escolheu — diz a Palavra — outros setenta e dois discípulos. A Igreja é uma riqueza e a diversidade é produzida pelo próprio Espírito Santo. O Espírito, em comunhão de amor com o Filho, escolhe inúmeros discípulos para trabalharem na vinha do Senhor. Por isso nunca seremos uniformes; devemos ser unidos, congruentes, sinodais, colegiais, mas jamais seremos uniformes.

O Senhor escolheu outros setenta e dois, por isso não gaste tempo nem saliva criticando quem é diferente de você na Igreja. É só perda de tempo, porque a Igreja é uma infinidade de carismas. Isso acontece em vista da diversidade do rebanho, porque o rebanho também é diversificado.

É diante do rosto de Cristo que o discípulo se forma e é capaz de formar alguém

Somos quase oito bilhões de pessoas no mundo inteiro, e você acha que o Espírito Santo vai chamar só os discípulos iguaizinhos uns aos outros? Jamais! Ou você aprende a lidar com o diferente ou você se tornará aquela pessoa mais chata da sua comunidade. Abra-se!

Depois, diz a Palavra, que Ele enviou-os dois a dois. Ninguém evangeliza sozinho, não existe carreira solo na Igreja; a evangelização é uma ação comunitária, são irmãos que se ajudam. Estou aqui, diante de vocês, falando, mas tem, pelo menos, quatro irmãos nesse estúdio comigo, trabalhando por detrás das câmeras para que essa gravação chegue até você; é essa a realidade da evangelização, não fazemos nada sozinhos, somos comunidade, somos irmãos.

Para finalizar, o Senhor diz que os enviou à sua frente. Não é que os discípulos foram embora na frente de Jesus. A expressão usada aqui, no grego, é pro prosópon, quer dizer que Jesus enviou-os diante da Sua face.

É diante do rosto de Cristo que o discípulo se forma e é capaz de formar alguém. O nosso apostolado nasce de uma contemplação do rosto de Cristo para depois revelá-Lo para o mundo.

O que acontece muito por aí? A deformação da evangelização. Por quê? Porque não se contempla o rosto de Cristo. Jesus os enviou à Sua frente, diante do Seu rosto, para que contemplemos o rosto de Cristo e anunciemos tal qual Ele é, para todas as pessoas.

Sobre todos vós desça a bênção do Deus Todo-poderoso. Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.