Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividade irá ocorrer terça-feira (27) e quarta-feira (28); inscrição pode ser feita presencialmente ou por telefone

O Centro de Convivência da Pessoa Idosa “Benedito Camargo Sobrinho” (CCI) da Região Oeste está com inscrições abertas para as oficinas “Saúde Mental e Qualidade de Vida” e “Arte e sua História de Vida”, com foco na saúde mental e destinadas às pessoas acima de 60 anos. As atividades são realizadas por estagiários do curso de psicologia da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e ocorrem no espaço do CCI Oeste, na rua Serra Pedra Selada, 111, Jardim Bandeirantes.

Serão oito encontros de cada oficina, com a “Saúde Mental e Qualidade de Vida” ofertada às terças-feiras, iniciando em 5 de março e seguindo até 23 de abril, das 8h30 às 10h. Já a oficina “Arte e sua História de Vida” irá ocorrer nas quartas-feiras, das 14h às 15h30, começando no dia 6 de março e se estendendo até 24 de abril.

Cada oficina conta com 20 vagas disponíveis, e as inscrições podem ser feitas presencialmente no endereço do CCI Oeste ou pelo telefone da instituição, (43) 3375-0334. Na próxima terça-feira (27) e na quarta-feira (28), no mesmo horário que as oficinas serão realizadas, os alunos da UEL responsáveis estarão no local para esclarecer dúvidas e auxiliar com as inscrições.

Com as oficinas, o objetivo é oferecer apoio para questões que afetam a pessoa idosa, como ansiedade e a perda. A coordenadora do CCI – Oeste Rosely Sonoda conta ser uma demanda que já observam há algum tempo, sendo algo que afeta a qualidade de vida e o emocional dos idosos englobados pela instituição.

Na oficina “Saúde Mental e Qualidade de Vida”, serão abordados temas que perpassam a vida dos idosos e influenciam sua saúde mental, realizando rodas de conversa, dinâmicas grupais e outras atividades interativas. Como conta o aluno de psicologia e ministrante das oficinas Iran Crispim, o projeto busca oferecer um espaço de acolhimento para a promoção da saúde mental e sensibilização para a procura de ajuda psicológica.

Já na oficina “Arte e sua História de Vida” serão usados recursos artísticos para que os participantes relembrem histórias que já vivenciaram e que desejam compartilhar, com cada encontro abordando um momento diferente através de linguagens artísticas e dinâmicas grupais. “Será um espaço livre, independente de habilidades prévias, para as pessoas revisitarem momentos, contarem e ouvirem histórias, aprenderem ou colocarem em prática as habilidades artísticas”, apontou Crispim. Ao fim da oficina, será proposto a criação de um “álbum da vida”, onde as produções feitas ao longo dos encontros serão organizadas em um livro artesanalmente produzido.

Quem comanda o projeto é a professora do departamento de Psicologia da UEL, Valéria Queiroz Furtado, com as atividades conduzidas por Amanda Vieira Teodoro, Elis Fernanda Rosolen, Iran Crispim da Silva, Julia Carriel de Paula e Renan Ryuji Yamashita, todos alunos do curso, sendo parte do estágio obrigatório para o 5º ano da graduação.

No ano passado, os estagiários de psicologia da UEL também realizaram uma oficina de dança de salão em conjunto com um professor de dança no CCI Oeste. Além disso, em anos anteriores, foram oferecidas oficinas no CCI do Jardim Novo Bandeirantes e Jardim Tupi, ambos em Cambé.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.