Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Agendamento já pode ser feito a partir do sábado, 12; para iniciar a aplicação, Prefeitura aguarda o recebimento de novas doses do imunizante, que tem previsão de chegar em Londrina na quinta-feira (17)

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), anunciou a liberação da quarta dose da vacina contra a Covid-19 (segunda dose de reforço) para a população em geral a partir de 18 anos. Até então, a quarta dose era indicada apenas para maiores de 40 anos. Para iniciar a vacinação da população com idade entre 18 e 39 anos, a SMS aguarda o recebimento de 7 a 10 mil doses da vacina, com previsão de recebimento na quinta-feira (17).

Podem receber a quarta dose apenas as pessoas que tenham tomado a primeira dose de reforço há pelo menos quatro meses. O anúncio aconteceu na sexta-feira (11), pelo secretário da pasta, Felippe Machado, após a liberação pelo Governo do Paraná. “Temos um público estimado, a ser vacinado, de 80 mil pessoas, dentro desta faixa etária, e vamos iniciar a vacinação com o envio das 7 a 10 mil doses pelo Governo do Estado”, explicou.

A vacinação acontecerá como usualmente, em todas as Unidades Básicas de Saúde (SMS), por meio de agendamento pela internet. Contudo, para ampliar o acesso à vacinação, a Prefeitura fará um mutirão de vacinação no sábado da próxima semana, dia 19 de novembro, com a abertura de sete UBSs, espalhadas em diversas regiões da cidade. São elas: Jardim do Sol, Parigot de Souza, Guanabara, Armindo Guazzi, Ouro Branco, Alvorada e Vila Casoni. A expectativa é vacinar 3 mil pessoas neste dia.

O agendamento esta disponível no portal www.londrina.pr.gov.br.  Lembrando que, após realizar o agendamento no site, é necessário imprimir o comprovante com QR Code para apresentar no dia e local selecionado, junto com a carteira de vacinação Covid-19 e um documento de identificação com foto.

De acordo com o secretário Machado, o município também espera receber, na quinta-feira (17), as doses da vacina pediátrica, da marca Pfizer, destinadas a crianças de 6 meses a 3 anos incompletos com comorbidades. Se isso se concretizar, a iniciação destas crianças deverá iniciar na mesma ação do sábado (19).

O secretário enfatizou a importância de estar com o esquema vacinal em dia. “Desde o início temos falado que o que nos possibilitou voltar à nossa vida, normalmente, foi a vacinação, mas muitas pessoas não concluíram o seu esquema vacinal e isso é muito ruim dentro de um contexto de pandemia, porque quanto mais pessoas estiverem com a vacinas em dia, teremos menos oportunidade do surgimento de novas variantes ou eventuais ondas da Covid-19”, disse.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.