Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A campanha será vinculada na televisão, jornais, portais de internet e redes sociais. Com o mote “Olha a dengue aí!”, ela vai reforçar a importância de a população limpar seus quintais e outras áreas que possam acumular água – ambiente ideal para a procriação do Aedes aegypti – ressaltando a que é fundamental a participação de toda sociedade.

O Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), lançou ontem (9) uma nova campanha de combate à dengue. O objetivo é alertar a população sobre prevenção da doença. Ou seja, todos os cuidados para evitar que o Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus, se reproduza.

A campanha será vinculada na televisão, jornais, portais de internet e redes sociais. Com o mote “Olha a dengue aí!”, ela vai reforçar a importância de a população limpar seus quintais e outras áreas que possam acumular água – ambiente ideal para a procriação do mosquito – ressaltando que é fundamental a participação de toda sociedade.

 “O momento da epidemia de dengue no Paraná é crítico. Precisamos redobrar nossos cuidados pessoais nas nossas casas, nos quintais, no terreno ao lado da nossa casa, nas praças públicas. E, principalmente, tem que ser feito o trabalho de todas as equipes de saúde dos municípios e do Estado. Quero conclamar todos nesse momento nessa luta contra o mosquito”, enfatiza o secretário de Estado de Saúde, Beto Preto.

O secretário afirma que a dengue é uma doença evitável se todos fizerem sua parte no combate. “Se não tivermos o mosquito, não teremos dengue e muito menos vamos perder vidas para a dengue. Por isso, o momento é de todo unirmos forças. O Paraná precisa trabalhar unido para termos paz e mandarmos a dengue embora”, ressalta.

O boletim semanal da Sesa publicado na última terça-feira (6) aponta dois novos óbitos e 7.238 casos de dengue. As duas mortes aconteceram em Apucarana, no Norte do Estado, entre os dias 13 e 18 de janeiro. Morreram dois homens: um de 22 anos e outro de 73 anos, ambos sem comorbidades. Até agora, o Paraná registra oito óbitos por dengue. O período sazonal 2023/2024, que teve início em julho do ano passado, soma 29.075 casos confirmados.

As Regionais de Saúde com mais casos confirmados da doença são a 16ª RS de Apucarana (7.011), 17ª RS de Londrina (2.904), 14ª RS de Paranavaí (2.697), 22ª RS de Ivaiporã (2.663) e 10ª RS de Cascavel (2.264).

Já os municípios que apresentam mais casos confirmados são Apucarana (5.023), Londrina (2.307), Ivaiporã (1.536), Maringá (1.319), Paranavaí (1.108), Jandaia do Sul (1.062) e Santa Izabel do Oeste (997).

Ação nas divisas 

As Coordenadorias Estaduais da Defesa Civil do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul também vão fazer uma ação conjunta para eliminar criadouros do mosquito nos municípios de divisa entre os três estados. A força-tarefa acontece na semana seguinte ao Carnaval, entre os dias 19 e 23 de fevereiro.

AEN

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.