Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A iniciativa tem o objetivo de elevar o conhecimento sobre a Neuromielite Óptica, doença inflamatória, autoimune do sistema nervoso central que atinge principalmente os nervos ópticos e a medula espinhal

Por meio do movimento Março Verde, as Organizações Não-Governamentais Amigos Múltiplos pela Esclerose (AME) e a Crônicos do Dia a Dia (CDD) chamam atenção para a neuromielite óptica (NMO), também conhecida como doença de Devic. Autoimune e de origem neurológica, a condição acomete, principalmente, os nervos ópticos e a medula espinhal.

A iniciativa, voltada para toda a sociedade, acontece no mês que marca o Dia da Conscientização da Neuromielite Óptica, em 27 de março. O objetivo é enfatizar a importância da quebra de estigmas relacionados aos sintomas e vivências na jornada da pessoa com NMO, sua família e cuidadores, e as consequências que os tabus e informações equivocadas podem causar. Ao lidar com esses temas, espera-se informar e conscientizar sobre o mecanismo de ação da doença e como a NMO impacta a vida das pessoas diagnosticadas em todos os âmbitos (pessoal, social, profissional).

“Sabemos que é crucial que as informações sobre a NMO cheguem ao maior número de cidadãos, e que isso possa impactar diretamente no diagnóstico correto e precoce e em como as pessoas com NMO são tratadas e incluídas nos espaços que ocupam”, explica Gustavo San Martin, superintendente da AME e da CDD.

A campanha atual conta com uma série de ações presenciais e digitais com a hashtag #EsperançaNMO e envolve pacientes, cuidadores e a sociedade em geral. Um importante acontecimento é a iluminação especial na cor verde do Marco das Três Fronteiras, da Roda Gigante e da Usina Binacional de Itaipu, localizados em Foz do Iguaçu (PR), em 27 de março, Dia da Conscientização da Neuromielite Óptica.

Em São Paulo, acontecerá o Joga pelos Raros, um jogo beneficente com a presença de Romário, a fim de dar visibilidade e gerar mobilização pela NMO. Além disso, será possível aprender mais sobre a doença por meio da exposição, localizada na estação Primavera-Interlagos (Linhas 9 Esmeralda, da CPTM). A ação contará com 20 pôsteres informativos e exclusivos e depoimentos sobre a vivência de algumas pessoas com a patologia.

Como forma de estender o assunto e alcançar o maior número de pessoas, serão divulgados materiais informativos nas redes sociais com informações sobre a NMO; além da ativação com embaixadores, propagação da cartilha digital para profissionais da saúde em espaços estratégicos e compartilhamento do vídeo oficial da campanha, que também faz parte da iniciativa.

Para San Martin, o Março Verde é uma oportunidade para destacar a necessidade da criação de políticas públicas exclusivas para o atendimento das pessoas com NMO. “Atualmente, não há um protocolo clínico exclusivo para o tratamento dessa patologia no Brasil. Isso dificulta consideravelmente o acesso a tratamentos adequados. Os pacientes se sustentam, de maneira precária, em protocolos de outras doenças, como a esclerose múltipla”, informa.

Os principais sintomas da neuromielite óptica incluem perda temporária de visão, dor nos olhos que, geralmente, piora com o movimento, sensações alteradas com sensibilidade à temperatura, dormência e formigamento, membros fracos e pesados. O tratamento adequado pode reverter o déficit neurológico agudo, quando implementado a tempo. Aliado à terapia de manutenção, com medicação de uso crônico, ele alivia desconfortos e melhora a qualidade de vida das pessoas com NMO.

Em 2022, mais de 11,3 milhões de pessoas foram alcançadas com as ações do Março Verde. A iniciativa foi vencedora do Jacaré de Ouro no Prêmio Caio 2022 e a expectativa para esse ano, segundo San Martin, é esperança na construção de um legado para todas as pessoas que convivem com NMO no Brasil.

Para outras informações, acesse o site Março Verde, portal estruturado com informações didáticas sobre NMO e produção de conteúdo qualificado sobre a condição.

Asimp/CDD

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.