Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Ao todo, o Estado soma 301 diagnósticos positivos da doença desde o início da contagem, além de 1.227 descartados e 41 suspeitos, sem nenhum óbito. As cidades com mais diagnósticos são Curitiba (213), Londrina (13), Cascavel (12), Colombo (10) e São José dos Pinhais (8).

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou nesta quarta-feira (08) mais dois casos de Mpox no Paraná. Eles foram registrados em Curitiba.

Ao todo, o Estado soma 301 diagnósticos positivos da doença desde o início da contagem, além de 1.227 descartados e 41 suspeitos, sem nenhum óbito.

Dentre os casos confirmados, 286 são homens e 15 são mulheres. A faixa etária da maioria das confirmações abrange dos 20 aos 39 anos.

As cidades com mais diagnósticos são Curitiba (213), Londrina (13), Cascavel (12), Colombo (10) e São José dos Pinhais (8).

A Mpox é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por meio de contato com lesões de pele de pessoas infectadas. A infecção causa erupções que geralmente se desenvolvem pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo.

Os principais sintomas envolvem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfadenopatia, calafrios e fadiga.

Confira  AQUI  o boletim completo.

AEN

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.