Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Até o momento, o local estava atuando como unidade de vacinação ao público; de março de 2020 a janeiro de 2021, a UBS atendeu exclusivamente pacientes com síndromes respiratórias

Os moradores do Jardim do Sol e dos bairros próximos, como o Nossa Senhora da Paz e o Shangri-lá B, estão comemorando o retorno do atendimento à Atenção Primária em Saúde, que voltará a ser realizado na Unidade Básica de Saúde Dr. Anísio Figueiredo, a partir da próxima terça-feira (2), das 7h às 19h, na Rua Via Láctea, 877, esquina com a Rua Marte, no Jardim do Sol.

A notícia foi dada pelo secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, durante a coletiva de imprensa sobre o terceiro Levantamento Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), divulgado na quarta-feira (27).

Segundo Machado, a retomada dos serviços da Atenção Básica na UBS do Jardim do Sol deu-se por vários motivos. O primeiro deles refere-se ao monitoramento do cenário atual da proliferação do Coronavírus, que tem demonstrado caminhar rumo ao fim da pandemia. O segundo foi devido à baixa procura vacinal, nas últimas semanas, para a imunização contra Covid-19 e, por fim, dada a especificidade da população do entorno da unidade, que conta com muitos idosos.

“Desde o início da pandemia, nós utilizamos essa unidade de saúde como um ponto estratégico para os atendimentos de casos respiratórios, e, depois, aqui virou uma unidade vacinadora. Por outro lado, a população daqui é idosa, com grande necessidade de acompanhamento de profissionais da atenção básica em saúde da família, por isso, se faz mais do que necessário esse retorno. É um processo natural e gradativo, em que vamos voltando ao atendimento da rede de saúde como era antes da pandemia”, explicou Machado.

Dessa maneira, até sábado (30), a UBS Jardim do Sol funcionará como unidade vacinadora. Mas, a partir da próxima semana, passará a atender a população dos bairros Jardins do Sol, Nossa Senhora da Paz e Shangri-lá B, assim como dos Conjuntos Habitacionais Paranoá 1 e 2, alcançando cerca de 8 mil pessoas. “Eu estou muito feliz que vai reabrir o atendimento aqui na unidade, porque é quase dentro do quintal da minha casa e antes eu precisava ir lá no Vila Nova, porque tenho bronquite e pressão alta. Então, era longe e difícil para gente, mas graças a Deus, agora, vou poder voltar a ir a pé no postinho”, disse o morador do bairro, Jair Nantes da Silva, de 57 anos.

Entre os serviços ofertados ali estão o atendimento em odontologia; de médico clínico-geral, pediatra e ginecologista; em saúde da família; pré-natal; acompanhamento das crianças e a vacinação em geral.

Capacitação

Para o retorno às atividades normais da unidade, durante a próxima segunda-feira (1º), os cerca de 40 profissionais de saúde desta UBS vão passar por uma capacitação ministrada pela própria coordenadora da UBS, Marília Sitta Leutti, e pela Gerência de Atenção Primária à Saúde (DAPS) da Secretaria Municipal de Saúde. Durante o dia, eles vão passar por uma reciclagem, em que receberão as atualizações dos novos protocolos de atendimento ao público e ajudarão na reorganização dos ambientes internos, como das salas de atendimento clínico. Por isso, na segunda-feira (1º) não haverá atendimento de saúde ao público, apenas haverá trabalhos internos.

Desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, até o dia 28 de janeiro de 2021, a Unidade Básica de Saúde do Jardim do Sol estava voltada ao atendimento exclusivo das crianças, sendo reconhecida como referência no atendimento aos pequenos e, por isso, chamada por muitos de “PA Solzinho”. Com a pandemia, a Secretaria de Saúde havia reorganizado a rede municipal de saúde, tornando o Pronto Atendimento Infantil (PAI) um espaço exclusivo para as crianças com suspeitas de Covid-19 e casos confirmados desta doença.

Coordenadora da UBS do Jardim do Sol, Marilia Sitta Leutti. Foto: Vivian Honorato

Com o início da imunização contra o Coronavírus, em janeiro de 2021, a UBS do Jardim do Sol tornou-se local exclusivo de vacinação, deixando de atender as crianças e vacinando cerca de mil pessoas diariamente. “Os funcionários da UBS Jardim do Sol se sentem muito satisfeitos por terem colaborado com o fim da pandemia. Acho que o pouquinho que cada um fez e se doou aqui foi muito importante para a gente pudesse estar aonde estamos hoje, com mais  liberdade de sairmos e de fazermos as nossas coisas. Tenho que agradecer a todos meus funcionários, porque eles se doaram muito para estarmos onde estamos hoje”, agradeceu a coordenadora da unidade, Marilia Sitta Leutti.

Durante todo este período (de mais de dois anos), os profissionais da UBS Jardim do Sol nunca deixaram de atender a população acamada e às gestantes. Os demais pacientes foram direcionados à UBS do Vila Nova.

NCPML

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.