Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Tribunal do Júri de Centenário do Sul, no Norte Central do estado, condenou na quarta-feira, 21 de fevereiro, um réu denunciado pelo Ministério Público do Paraná por homicídio qualificado. A vítima, executada com um tiro na cabeça, na madrugada de 8 para 9 de janeiro de 2022, teria dívida relacionada ao tráfico de drogas, o que teria motivado o crime.

O Conselho de Sentença acolheu como qualificadoras apontadas pelo MPPR o crime cometido mediante dissimulação (pois a vítima foi convidada para sair pelo criminoso, que escondeu sua intenção de matá-la) e por motivo torpe (a cobrança de dívida originada de tráfico de drogas). Além disso, o réu foi condenado por ocultação de cadáver.

A pena estabelecida foi de 20 anos e 2 meses de reclusão em regime inicial fechado. O réu está preso há pouco mais de um ano e meio e permanecerá na prisão, sem direito a recorrer da sentença em liberdade.

Ascom/MPPR

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.