Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em seis meses de governo Lula, o Paraná já foi beneficiado com várias ações que fazem a diferença no combate às desigualdades e contribuem para infraestrutura dos municípios, levando mais qualidade de vida aos paranaenses.

 “Voltamos a ter um governo que cuida daqueles que mais precisam. O combate à fome e às desigualdades, o cuidado com o meio ambiente e o respeito aos direitos humanos entraram definitivamente na pauta do País! Viva os novos tempos”, destacou a deputada federal Gleisi Hoffmann.

Na educação, o presidente Lula anunciou a retomada de obras da Unila. Serão 600 milhões para esse projeto, que beneficia e integra 5 mil alunos do Brasil e países do Mercosul. Além disso, deve retomar 54 obras que estavam paradas em creches e escolas em 38 municípios. A maior parte (90,7%) começou entre 2007 e 2016 e contempla construção, ampliação e reforma de creches, pré-escolas, escolas e quadras poliesportivas escolares.

Ainda na educação, cerca de 2,1 milhões de alunos estão sendo atendidos pelo Programa de Alimentação Escolar, em 8 mil escolas. Repasse de R$ 101 milhões até maio.

Na área de infraestrutura já está sendo feita a duplicação de 10 Km na BR-163/PR entre o entroncamento BR-277-PR (Cascavel) e Marmelândia; adequação de 6 Km de vias marginais da BR-163/PR entre Toledo e Guaíra; pavimentação de 21,9 Km na BR-487/PR de Campo Mourão - Icaraíma - Porto Camargo.  No total, o Governo Lula vai contemplar o estado com investimentos de R$ 661 milhões para melhorar a qualidade das rodovias.

O combate à fome voltou a ser uma política de Estado, com o aumento de repasses do Bolsa Família. No Paraná 595,1 mil famílias receberam o benefício em junho, em média R$ 710,47 por família; 323,3 mil crianças de 0 a 6 anos foram beneficiadas no mês com R$ 150; 459,9 mil crianças e adolescentes de 7 a 18 anos incompletos e 37,4 mil gestantes beneficiados no mês com R$ 50 cada. O total transferido no mês foi R$ 422,8 milhões.

Na saúde, o Mais Médicos foi retomado e nessa primeira fase já contratou 43 profissionais. Até o final de 2023, teremos mais 785 médicos, chegando a 1.489 profissionais no estado, atendendo até 5,1 milhões de pessoas.

O programa Saúde da Família passou a contar com mais 9 novas equipes no 1º trimestre, chegando a 2.909 equipes no estado. No programa Brasil Sorridente são 1,2 mil equipes atuando no estado. O Paraná também ganhou novas Unidades Básicas de Saúde.

Para entidades filantrópicas da saúde e Santas Casas, o governo federal destinou R$ 170 milhões.

A Cultura não ficou de fora e recebeu investimentos de R$ 203 milhões, em todos os municípios paranaenses.

Na área de habitação, dois municípios já foram contemplados com o programa Minha Casa Minha Vida: Cornélio Procópio e Santa Mariana. Já são 421 novas moradias no estado.

“Os programas retomados por Lula fazem a diferença no combate às desigualdades e conciliam crescimento econômico com inclusão social”, finalizou Gleisi.

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.