Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para o líder do Podemos, senador Oriovisto Guimarães, está faltando racionalidade ao debate público. Em pronunciamento no plenário, na sessão de ontem (17/10), o senador citou a invenção dos números como a mais revolucionária da humanidade: “Sem números, estaríamos na idade da pedra lascada; não existiria navio, carro, computador; e o homem nunca teria chegado à lua. Então, por que a política brasileira tem aversão a números. Ninguém fala, por exemplo, que o déficit da previdência é hoje de R$270 bilhões”.

Oriovisto destacou que se não fosse esse resultado negativo nas contas previdenciárias, o governo teria superávit nas contas, e não déficit primário: “Se o governo inspirasse confiança no mercado, os juros cairiam e o PIB aumentaria. Quando não se faz conta, se permite o déficit da previdência. Na França, o presidente Emmanuel Macron teve que enfrentar uma revolta popular para colocar a previdência nos trilhos. Aqui, estamos discutindo desoneração para 17 setores da economia”

O líder mostrou uma pesquisa do IPEA, revelando que nenhum dos 17 setores que estão pagando menos impostos está entre os que mais empregam no País. “Pelo contrário, eles desempregaram nos últimos 10 anos. E, aqui no Congresso, ainda incluíram as prefeituras na lista das desonerações, o que só vai aumentar o déficit da previdência. Uma triste realidade, mas a matemática é chata, e a política prefere não fazer conta”.

Veja o vídeo desse pronunciamento: https://oriovistoguimaraes.com.br/oriovisto-questiona-por-que-a-politica-tem-aversao-a-numeros/

Asimp/Senador Oriovisto Guimarães

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.