Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em breve, o governo federal anunciará os municípios contemplados pela expansão da educação profissional e tecnológica dentro das ações do Novo PAC

Em agenda no Ministério da Educação (MEC) em Brasília (DF), na quarta-feira (29), o deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR) reforçou, junto à Secretaria Nacional de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC), os pedidos para trazer ao Paraná mais institutos tecnológicos para incrementar a formação profissional de jovens paranaenses nessa área. Acompanhado dos prefeitos de Pato Branco, Robson Cantu, e de Maringá, Ulisses Maia, Zeca defendeu que os municípios sejam contemplados no programa de expansão da rede de ensino tecnológico, que em breve será anunciada pelo Presidente Lula e viabilizado com recursos do Novo PAC, o Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal.

“Estamos avançando no diálogo e nas tratativas tanto no Ministério da Educação quanto na Casa Civil para a implantação de mais institutos que vão ofertar oportunidades na educação tecnológica e na formação da mão de obra qualificada, a fim de impulsionar o desenvolvimento das regiões do estado”, disse Zeca. “O Presidente Lula é muito comprometido com essa pauta e, em pouco tempo, nós queremos que Pato Branco e Maringá sejam incluídos no desenho dessa expansão da rede pública”, afirmou.

Pato Branco é a primeira cidade com pólo tecnológico no estado e possui um parque industrial formado por mil empresas. Cerca de 20% do PIB – Produto Interno Bruto – do município tem origem nesse segmento. 

Os prefeitos se queixam da escassez de mão de obra qualificada para atender às demandas regionais. “Temos hoje 1.800 vagas abertas em Pato Branco na área de tecnologia e inovação e não temos gente pra preenchê-las”, afirma o prefeito Cantu. “Junto com a área para construção do campus, a garantia do transporte público é também uma forma de atrair os jovens e incentivar essa formação de excelência, demandada pelas empresas de tecnologia da região”. Ele também agradeceu o empenho do deputado Zeca Dirceu na obtenção da conquista. “Só vamos mudar o Brasil quando a educação for forte. Lula e Zeca têm esse compromisso com o Paraná e com Pato Branco. É um grande sonho que o Zeca nos ajuda a realizar”, completou.

Sem nenhuma instituição federal de ensino, a região de Maringá reúne grandes chances de entrar na primeira hora nos planos de expansão da educação profissional e tecnológica do governo federal. “Estamos brigando pela criação do campus e este é um momento muito promissor para avançarmos nessa luta”, disse Zeca Dirceu. “Nosso setor de tecnologia e informação aumentou seu faturamento em 500% nos últimos anos e precisamos, agora, levar a formação técnica para capacitar os profissionais no atendimento dessa demanda”, disse o prefeito Ulisse Maia.

“O Zeca tem trabalhado intensamente pelo Noroeste e por Maringá, também para a gente trazer o instituto tecnológico e promover mais avanços na região”, disse Maia. “Nós sabemos o quanto caíram os investimentos na educação tecnológica no país no governo anterior e o tamanho dessa recuperação e desse apoio”, acrescentou o prefeito maringaense. Em 2015, o orçamento da pasta era superior a 4 bilhões de reais e foi reduzido a pouco mais de 100 milhões no último ano do governo de Jair Bolsonaro.

O secretário nacional Getúlio Marques Ferreira disse que o MEC busca justamente a sintonia entre as demandas que existem e a oferta de postos de trabalho nas regiões brasileiras. “Essa decisão está para sair, dentro do orçamento do Novo PAC, e a gente reconhece todo o esforço do parlamentar e dos prefeitos no atendimento das necessidades da população. É o que o governo federal também busca com a expansão”, disse. Além desses, Zeca já levou à Brasília também os pedidos ao MEC de implantação de institutos tecnológicos em Alvorada do Sul, Cantagalo, Castro, Cerro Azul, Cianorte, Faxinal, Guaíra, Loanda, Marmeleiro, Pinhão, Prudentópolis, Rio Negro, São José dos Pinhais, São Mateus do Sul e Siqueira Campos.

Thea Tavares/Asimp

#JornalUnião

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.